Livraria Cultura

1.4.14

Apresentação Estádio do Corinthians por Anibal Coutinho

Fiz duas visitas ao estádio do Corinthians e postei fotos e informações aqui e aqui, no Gol da Arquitetura. Mas só hoje descobri os vídeos feitos pelo Arkitetonix, na palestra do arquiteto responsável pelo estádio do Corinthians. 

Uma coisa ou outra mudou, outras ainda estão em definição, mas para quem tem dúvida e quer conferir direto da boca do autor, posto aqui os vídeos publicados no perfil do Henrique Barsaglini no Youtube



A visita aconteceu em novembro de 2012.

28.1.14

Amphiteatro de Pompeii - referência histórica

Nem todos sabem, mas as principais características dos estádios que vemos hoje vieram da arquitetura romana. Um dos grandes exemplares que mostram isso é o anfiteatro de Pompeii, na Itália, construído em 80-70 a.c.



Características:

  • Escadaria em curva chamada cávea
  • Essas escadarias são divididas em setores chamados cunei
  • Diferentemente dos gregos, que apoiavam suas escadaria em colinas, os romanos construiam seus desníveis com as  várias arcadas (inclusive o Coliseu é uma grande referência para a compreensão).

Entradas e saídas são chamados de vomitórios nessa época, por literalmente cuspir pessoas aos montes. Atualmente o nome tem sido bastante usado no estádio do Corinthians, onde os acessos são bem delimitados. .



O amphiteatro de Pompeii tinha capacidade para 20.000 espectadores e era uma das principais atividades de lazer concedida ao povo romano, construída assim que a cidade se tornou uma colônia de Roma.
A importância do amphiteatro foi também por ter o uso do concreto (opus caementicum) coberto com pequenas pedras irregulares (opus incertum) para dar acabamento e proteger da umidade. 


Este post foi mais para dar uma base da origens das coisas. Sempre mostro tanto os estádios mais modernos, poucas vezes cito os mais antigos que ditaram maneiras de construir, idéias boas e ruins, mas hoje esse veio para dar uma base melhor. Os romanos que inventaram o concreto, hoje modificado, desenvolvido, mas muito forte nos nossos estádios contemporâneos e também com as demais características, mostrando a importância da arquitetura romana. Graças à técnica deles, os estádios puderam ser construiídos em qualquer local, independente da geografia, da existência de colinas. 

*Imagens todas tiradas do Google e as informações do e-book Roman Architecture, de Diane E. E. Kleiner e do curso de Arquitetura Romana que faço pela Universidade de Yale.

26.12.13

Wanangkura Stadium - Austrália

Com um nome que significa turbilhão, furacão, no idioma nativo, este estádio está localizado em Port Hedland, ao oeste da Austrália.

















Peter Bennetts

Peter Bennetts

Além de menções sobre as olimpíadas de Sidney, esta é a primeira vez que venho com um projeto de estádio na Oceania, feito pela ARM Architecture Peter Bennetts. Embora chamado de estádio, é um complexo esportivo com ginásio poli esportivo com capacidade de 400 torcedores, somado a duas quadras de squash, uma academia, vestiários e espaços para eventos. No lado externo, o complexo conta com quadras de basketball e o já existente equipamento ovald e cricket.

A importância deste estádio é a identidade. Sua forma, que parece um tetris, é inconfundível e nenhum outro estádio faz nem mesmo lembrar este daqui. Muito já falei, e a força que a identidade de um estádio tem, reflete em sua receita e no turismo local. Hoje, um estádio tem que ter algo único, tem que proporcionar sensações e um retorno emocional ao usuário, ainda mais com as mídias sociais tão presentes fazendo o serviço de divulgação. Nada mais nulo que postar fotos que não mostrem claramente onde é que você está.




Peter Bennetts

A intenção do projeto era criar um centro de recreação, com design que marcasse a paisagem, mas com um orçamento que coubesse no bolso. Para isso foram usados estes painéis que são facilmente trocados e produzidos sem ser sob medida.

Peter Bennetts

Veja mais imagens da obra. Clique nelas para vê-las ampliadas.

ARM Architecture
Peter Bennetts

Peter Bennetts

Peter Bennetts
ARM Architecture

ARM Architecture

Peter Bennetts

Simbologia

O local  tem condições climáticas específicas e é alvo de ciclones em alguns períodos e temperaturas extremas no verão. O projeto é eficiente em relação a estas questões climáticas. A região também é marcada pela mineração e pelo público flutuante. 

Vejo como essas referências locais um reflexo no design do estádio. As entradas parecendo uma cratera e o nome. 

Peter Bennetts

Peter Bennetts

Como homenagem ao time local, cujas cores são preta e branca, listras gigantes foram feitas no teto do estádio multi esportivo, já que o acesso ao local é exclusivamente aéreo.

Peter Bennetts

Acima, vista aérea com as listras nas cores do time e a planta de cobertura. ARM Architecture

Encerro o ano com este estádio como referência. Ano que vem tem copa do mundo e pretendo mostrar muito mais dos nossos equipamentos que hoje são dos melhores. Conto com a participação de todos e agradeço por este ano.



Peter Bennetts

Fonte:
Arch2o

6.12.13

Fifa Draw: o sorteio da Copa 2014


Com uma apresentação de vídeo em homenagem a Nelson Mandela, que faleceu ontem, foi aberto o sorteio que dá início, de fato, à Copa do Mundo 2014. 

Um vídeo que mostra toda a cultura e beleza natural do brasil, passando por frutas, artesanato, músicas, cataratas, praias, tradições, danças, arquitetura de todas misturando todas as cidades-sede, mostrando um pouquinho do que é o nosso Brasil. sob o tema "Juntos num só ritmo".

Para representar o slogan criado pela FIFA, cantam Alcione e Emicida juntos, mesclando estilos musicais, mostrando parte de sua diversidade, seguidos por um minuto de silêncio e uma salva de palmas a pedido de Joseph S. Blatter e Dilma Roussef, em memória ao líder Nelson Mandela.


"No Brasil, o futebol está em casa"

Dilma Roussef

Como todo sorteio, a FIFA mostra um pouco de sua história, do mundial e revela a importância do país sede nos eventos. No caso do Brasil, há muita história a ser contada. Assistir com cuidado, é muito interessante para ver a evolução social que o futebol passou e desenvolveu além dos investimentos, crescimentos, virando negócio dos mais bem sucedidos. É notável a evolução de bolas, uniformes, estádios e do envolvimento do torcedor, caracterizando cada torcida, onde a Argentina sempre ganha seu espaço de destaque, mesmo numa Copa do Mundo no Brasil. 

Música de Pixinguinha, foi elencada para dar continuidade para continuar o show e misturar mais dois artistas sob o tema do futebol. Desta vez, Vanessa da Mata e Alexandre Pires. 

Teve espaço para a bola, cidades-sede, o mascote, momento para mostrar as seleções classificadas e para Ronaldo fenômeno, que é artilheiro das Copas com 15 gols e que hoje, ajuda na organização do evento. Outros ícones do nosso futebol teve sua vez: Bebeto, Marta, Pelé e os jogadores que ajudam no sorteio: Cannavaro, Zidane, Cafu, Geoff Hurst, Mario Kempes, Alcides Ghiggia, FLothar Matthaus e Fernando Hierro.

Foto: FIFA.com

Grupo A Brasil (A1)  Croácia (A2) México (A3) Camarões (A4)
Grupo B Espanha (B1) Holanda (B2) Chile (B3) Austrália (B4)
Grupo C Colombia (C1) Grécia (C2) Costa do Marfim (C3) japão (C4) 
Grudo D Uruguai (D1) Costa Rica (D2) Inglaterra(D3) Itália (D4)
Grupo E Suíça (E1) Equador (E2) França (E3) Honduras (E4)
Grupo F Argentina (F1) Bósnia (F2) Irã (F3) Nigéria (F4) 
Grupo G Alemanha (G1) Portugal (G2) Gana (G3) Estados Unidos (G4)
Grupo H Bélgica (H1) Argélia (H2) Rússia (G3) Coréia do Sul (H4)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...