Livraria Cultura

29.6.09

Cidades-sede: São Paulo

Inquestionável sua participação como cidade-sede, no entanto, questionáveis são seus projetos.
São Paulo é a cidade que tem uma vida noturna invejável, bares e clubes aos montes, um lugar onde o que você estiver com vontade de fazer, independente do dia ou da hora, sempre haverá um local para isso com qualidade. Além disso, por ser uma capital financeira, tem uma vasta rede hoteleira.
São Paulo, não será como as outras por não ter um turisto baseado em belezas naturais, por exemplo. No entanto, parece visar mais um turismo empresarial, onde a vinda de estrangeiros, ou até mesmo brasileiros, resultem em futuros negócios. São Paulo tem sim os melhores hospitais, é onde os melhores profissionais se reunem, tem as tecnologias mais avançadas (do país, pelo menos), local onde as maiores pesquisas científicas aparecem, e, sem dúvida, isso tudo é ponto a favor da cidade. Uma cidade onde há de tudo um pouco, onde a gastronomia é exemplar, onde pode achar o melhor de todas as culinárias do mundo, onde tem grandes arquiteturas, museus excepcionais (inclusive o do futebol, que é só elogios perante os maiores diretores da FIFA), onde tem características particulares, onde o contato com a arte e cultura se dá a cada esquina....
Mas agora podemos falar um pouco dos problemas. O primeiro, e maior de todos, é o trânsito!
A cidade, é, como um bom exemplo da admiração do Brasil pelos Estados Unidos, uma cidade que tem seu transporte baseado no rodoviarismo - o pior meio de transporte que se pode escolher, já que é baseado em um combustível extremamente poluente, onde gera-se congestionamento, impermeabiliza o solo, e onde sua própria prática, já se provou inviável.
Mais inviável ainda são as marginais: uma idéia infeliz de se colocar carros trafegando e impermezabilizar a área onde os rios tem para transbordar durante cheias ou chuvas mais fortes. Desde o início, foi uma idéia infeliz. Mas São Paulo não aprende, cada vez mais, canaliza rios, e aumenta faixas nas marginais. Provavelmente essa ampliação atrairá mais carros, e bateremos novamente os recordes de congestionamentos.
São Paulo, infelizmente tem poucas áreas verdes significantes, no entanto, essa Copa pode colaborar com a quantidade de área verde por habitante, e com tecnologia mais saudável para a cidade, seja no transporte, nos hábitos ou nas construções (como ajudará em todo o país).
São Paulo, na minha visão, é a que tem mais infra-estrutura adequada, no entanto, a que mais sofre pela sua própria grandiosidade. Não é um problema que não pode ser revertido, pode sim! No entanto, são necessários bons projetos, e uma dedicação grande para que os investimentos sejam feitos a tempo para a Copa.
Assim como o Rio de Janeiro e Recife, é uma cidade que sofre bastante com a violência e falta de segurança. Pode não parecer tão óbvio, mas a Copa ajudará nisso também. Isso pelo aumento de empregos, principalmente na construção civil, no emprego na rede hoteleira e hospitalar, e os indiretos: limpeza urbana, manutenção, design e comunicação, publicidade, entre outros. Isso ajuda na diminuição da violência. Pode não ser tão significativo a primeira vista, mas somado ao aumento de instrução, à paixão do brasileiro pelo futebol, à hospitalidade do brasileiro perante o turista, etc, tudo caminhará para a diminuição dos problemas. Sem contar que grandes planos de segurança serão bolados, ainda melhores que durante os Jogos Panamericanos em 2007, no Rio (que foi um paraíso).
Sobre o projeto do estádio, é um assunto sobre o qual já até me canso de estudar, nada ainda me faz acreditar que o Morumbi seja a melhor opção. É o atual melhor estádio de um clube hoje? É. Faz dele um estádio bom para a Copa? Não! O estádio do Morumbi ficará, sem dúvida, muito melhor com as reformas, mas o entorno do estádio é limitado pela intensa urbanização que teve.
O SPFC passará de o melhor estádio do Brasil, para o pior estádio da Copa se fizer somente estes investimentos.
Fica num bairro nobre da cidade, mas, apesar disso, acho que vai contra a idéia de se aproveitar investimentos para a cidade. A construção de um estádio, leva junto consigo, a necessidade de hospitais nas suas proximidades, bem como equipamentos urbanos, qualidade de telefonia e comunicação, saneamento básico, etc. Essa é a chance de se levar estes investimentos (privados de preferência) para áreas onde não há tudo isso, ou onde isso é deficiente. No Morumbi, ou levará mais investimentos ainda para a elite da sociedade, ou não levará nada pois ali já tem. De certo, parece uma escolha mais segura no que se diz respeito ao evento, mas me parece uma escolha burra.
Segunda questão é ser um clube privado. Depois da Copa, quem mais se beneficiará com todos os investimentos urbanos, seja em melhorias de ruas, equipamentos, acessibilidade, etc, será o próprio SPFC, que se tornará ainda mais discrepante em termos de infra-estrutura em comparação com outros times, resultando em mais diferenças na qualidade do futebol. Não importa se a reforma do estádio é feita pelo clube e investimento privado, mas todo o investimento público, só trará retorno ao São Paulo, que receberá cada vez mais clássicos (renda de ingressos), shows ($$$$), turismo, entre outras fontes de renda para o clube, ou seja, zero para o governo de retorno.

Deixo claro que não é uma campanha anti SPFC, muito menos pró corinthians, pois seria ainda mais utópico e completamente incoerente defender a idéia de um outro time lucrar com o pós-copa. Sem contar que Andres Sanchez já declarou que se o Corinthians vier a construir um estádio, não será para o mundial.

Agora sobre a proposta para as reformas do Morumbi (que também penso estar aquém da dignidade da cidade de São Paulo):


A questão de design é bastante de opinião. Não há certo ou errado necessariamente. Como simplesmente não gosto, vou deixar de lado por ser questionável.

A distância das arquibancadas - A maioria dos estádios está rebaixando o gramado e aproximando as arquibancadas, visando uma melhoria no conforto e visibilidade dos torcedores. Porque não aproveitar que estamos fazendo uma grande renovação no futebol, para proporcionar durante e a Copa e, principalmente, depois um bom evento? No entanto, o Morumbi não será assim. Conforme o limite máximo dado pela FIFA, 190m, o Morumbi tem 191m. É claro que esse 1 m não intereferirá na eliminação do Morumbi. No entanto, é fazer o mínimo, não? É a pior das circunstâncias (+ 1 metro) !

A FIFA exige que os estádios para a Copa, não tenham pista de atletismo, pela visibilidade. Não é a ausência das faixas que está adequado. O legal e IDEAL é ter o torcedor bem próximo ao campo, isso dá mais valor ao espetáculo! (em breve, escreverei sobre as pistas de atletismo que somem a partir do momento que eliminam elas de dentro do estádio)

Sobre o estacionamento em volta - A FIFA exige, sim, um estacionamento, e, como o Morumbi não tem um com capacidade adequada atualmente, a necessidade de um estacionamento maior é evidente. O SPFC negociou um terreno em seu entorno para isso. Até aí, ótimo! No entanto, a idéia de "um parque para a cidade" que vem junto com o estacionamento, em sua cobertura, parece ser um falso discurso. O que garante que esse "parque" não será perdido? Que não será um espaço perigoso? Que será utilizado pela sociedade? Não há programas quanto a isso e a palavra "Parque" parece ser usada como uma falsa idéia de área verde e sustentável já que seria uma Copa "verde", mas assim não é, sobre essa plataforma, há o estacionamento, portanto não é impermeável, como todo estacionamento característico de São Paulo. Enfim, meu sentimento quanto esse estacionamento parece ser uma coisa para consquistar apoiadores, puro marketing. Sob o ponto de vista de trabalho desse "parque" daria nota zero. Basta olha para o entorno do Ninho do pássaro, na China, e/ou o Allianz Arena para ver como esse parque não tem nenhum trabalho arquitetônico e de design. É puramente um espaço com as forma originais, onde se jogou algumas plantinhas para dizer que é verde, pior, jogado aleatoriamente ainda. Sem estudo algum nem mesmo de paisagismo!


Esgoto - Vi uma manchete que diz que o Morumbi depende de soluções ambientais e outra que "denuncia" que, até hoje, o estádio joga os seus dejetos de forma irregular. Bom, isso pra mim é crime já que o Morumbi é o "estádio exemplo do brasil". Enfim, não sei se é verdadeira, mas se for, já passou da hora de resolver isso, e é uma verdadeira vergonha se for verdade. Enfim, nada provado, então não é culpado.

Acessibilidade - com ou sem Copa do Mundo, a Linha Amarela do metrô já estava sendo construída. Agora, pensando que somente 50% dos torcedores que vão assistir os jogos da copa ou dos nossos próprios campeonatos utilizem o metrô no momento da saída. (50% já é um número baixo) Essa porcentagem é equivalente a 31.000 torcedores para a copa, e 33.500 depois da copa, com a capacidade aumentada. Imaginem isso em uma única estação!


Para se ter noção, na estação tietê, onde temos o maior terminal rodoviário da América Latina, num horário de pico, que é bastante ruim, há uma estimativa do metrô referente a 20.000 passageiros/hora!

Agora imaginem numa situação de show, onde a lotação do estádio é essa MAIS as pessoas que o ocupam todo o campo de jogo.

É a única estação que terá ali e nem será tão perto! Nesse ponto até mesmo o Pacaembu está melhor situado, pois tem duas estações de metrô que são mais perto ainda!
Porque não investir em transportes em massa saudáveis, integrados e eficazes? Temos tantas opções, algumas poderiam ao menos começar a ser estudadas e contruídas, angariando ainda mais investimentos privados (de preferência estrangeiros)... TRAMs, Bondes (agregando valor urbano a São Paulo, incentivando turismo e revitalizações, ainda mais do centro), VLTs, metrôs, bicicletas, ônibus movidos a hidrogênio. Muitas opções saudáveis e, mesmo assim, as grandes propostas de São Paulo se limitam a pontes, viadutos, mais faixas em marginais. Nada parece solucionar o grande problema da cidade se não atrair mais carros para essas novas passarelas automobilísticas.

Sobre a proposta interna: arquitetônica, de programação e decorativa. Acho que as três pecam...

Dentro do São Paulo há a loja que mais vende artigos esportivos da Reebok. Excelente! No entanto, é só isso que vejo de positivo. Acho que o São Paulo deveria desenvolver mais os projetos nessa questão. Não cabe um investimento tamanho, se não for programado como o estádio arrecadará verba a partir do momento em que a Copa do Mundo de 2014 acabar. Também não vale pensar em usos que poderiam sair de outros lugares para acontecer ali, mas novos usos! O Café e o restaurante são boas idéias para manter um espaço interessante. No entanto, abaixo são as fotos apresentadas pelo São Paulo e publicadas no Portal da Copa:


Agora estas abaixo são os restaurantes/bar dos dois times do Allianz arena, na alemanha, o PSV e o Bayern de Münich, extremamente bem sucedidos e que dão bons lucros e acrescentam valor aos times:


Fotos retiradas respectivamente: the sunday times, Allianz Arena Website e Flickr do usuário Daveybot
As fotos acima são do bar dentro do Allianz arena, Alemanha, com um teto personalizado. Além disso, tem um atendimento que foi muito elogiado, e um cardápio dedicado aos times residentes
Medíocre. A palavra pode parecer forte, mas é exatamente o que eu sinto quando vejo essa proposta do Morumbi. Ainda mais por se tratar de São Paulo, uma cidade onde estão os melhores profissionais do país, por estarem aqui as melhores propostas de negócios, e onde a facilidade de conseguir investimentos é até mais fácil que em outras regiões do país. Nada além de um bob's foi proposto, uma lanchonete clichê, com o mínimo a oferecer. Tem que ser criado algo como no Allianz-arena, que crie uma identidade própria, algo que marque o local como algo que tem que ser visitado. Um bom exemplo em São Paulo é o bar/restaurante e piscina vermelha do hotel unique (projeto do Ruy Ohtake, mesmo arquiteto que faz a proposta da reforma do Morumbi). É algo único!

Muitos pontos além desses devem ser trabalhados: poluição, poluição sonora, instrução de funcionários de prestação de serviços, conscientização e estímulo da cidadania.
São Paulo está um pouco atrás na corrida para ter tudo adequado e ainda superar expectativas. Principalmente porque nem o projeto do estádio foi tão bem aceito como no de outros estados.

Portanto, noto que São paulo tenha que se preparar melhor em relação aos planos gerais e às eficácias dele, para aí, então, trabalhar algo que crie uma identidade para a cidade.

Como já escrevi outro texto sobre os motivos pelos quais acho que o Morumbi não deva ser escolhido como estádio que representa São Paulo, acho que se continuar, serei muito repetitiva.


Acho muito difícil o Morumbi não ser sede, pela polêmica que geraria de ser proposta, depois retirada, e de toda a mídia que o SPFC já envolveu divulgando visita do Lula, parcerias, detalhes do projeto, palestras com o arquiteto. Enfim, apenas discordo desta ser a melhor opção. No entanto, se for mesmo escolhido o Morumbi, que se façam melhorias no que foi proposto, pois há muitos e imensos problemas.

Só para finalizar com um elogio, mencionei no post de Curitiba, mas o São Paulo tem uma visita guiada legal, que une a visita do estádio com a história do time, vídeos, entre outras coisas. A única coisa que poderia ser feita nesse âmbito, é criar ainda mais, criar pacotes para diversos tipos de interesse como escolas, terceira idade, empresas, deficientes visuais, auditivos ou físicos, pacotes para famílias, etc. Fica aí a sugestão.

*Complemento do post originalmente publicado:
A imagem acima a esquerda o bar Santo Paulo, que já tem maior identificação com o time, mas ainda assim não é memorável ou único. Simpático, no máximo. Acima a direita, uma sala vip. Legalzinha! Boa mas também não é excepcional!
Quem quiser ler mais sobre as controvérsias e outras propostas aconselho que olhem o site Portal da Copa, lá tem muitos textos e entrevistas. Vale a pena dar uma olhada.

31 comentários:

  1. Bem, eu nao gosto muito dos projetos do Ruy Otake. A maioria deles me lembram aqueles monstros dos seriados japoneses como o Jaspion. Este projeto do Morumbi, em particular, me lembra e um utensilio que tem, ou deveria ter, em todas as casas ....

    O Morumbi certamete sera um dos estadios-sede. Nao porque e um bom estadio, mas porque "pegaria mal" pros politicos locais construirem um. Seria um "prato cheio" pra oposicao nas proximas eleicoes.

    Outro motivo e que o brasileiro em geral, e o paulistano em particular, e vitima das suas proprias mentiras. As fotos mostram a diferenca entre o Allianz e o Morumbi, mas ta cheio de gente na cidade que acredita que o Morumbi e "estadio de primeirissimo mundo".

    Sobre a estacao. Ela esta e looooooonge do estadio. 30 mil pessoas andando 1200 metros podem ter algumas ideias nao muito saudaveis pelo caminho como "riscar carros", "jogar pedra nas casas" e outras mais.

    30 mil pessoas numa estacao de metro de Sao Paulo ficam 15 min la dentro imaginando 1 trem/min. Alias, eta projetinho mal feito este a linha 4. Fiacao externa e bitola curta e demais.

    Quem vai mesmo lucrar com o estadio sera nao o SPFC, mas a Odebrecht que vai ficar com 40-50% do estadio. Resta saber se investir 400 milhoes no Morumbi e um bom negocio. Dependendo da taxa de juros e uma pessima ideia (a 10% aa o retorno se da no 8o).

    Eu tambem sou a favor de um novo estadio onde hoje e o Jockey Clube que, na minha opiniao, nao serve pra nada. Do lado, um senhor centro de convencoes.

    E por falar em centro de convencoes, onde sera o novo centr de convencoes de sampa? Em Pirituba? Acesso pela bandeirantes, imagino eu. Se tiver que vir pelo bairro ......

    O centro de convencoes de Milao fica na estrada que leva ao aeroporto. Pelo jeito, o de Sampa deveia e ir pro outro lado da zona norte.

    Adorei o post Lilian, muito bom.

    Pedro

    ResponderExcluir
  2. Eu esqueci de falar sobre as marginais. Qq um pode andar ao longo dos rios Chicago, Tibre (em Roma), Sena (em Paris), Tamisa (em Londres) e outros mundo afora. Ha um transitozinho ao redor destes rios, mas nada de excepcional.

    Pois bem, eu quero saber quando o paulistano medio e o turista vao poder andar ao longo das margens do Rio Pinheiros. Quando vamos poder fazer um "cuzeiro" ao longo dos rios da capital?

    E meio utopico, mas eu gostaria de um dia ver os paulistanos jogando bola com os amigos onde hoje sao as marginais enqto os filhos e o sograo pescam CARPAS no Rio Pinheiros.

    Hj sei nao se da pescar carpa la. Tem e peixes de especimes desconhecidas cujo consumo e improprio a humanos.

    So uma historinha pra encerrar. Durante uma aula pratica de quimica, o professor disse que sodio metalico em contato com a agua da uma reacao muito explosiva.

    Pois bem, eu "pedi emprestado" uma amostrinha do lab e fui ate a ponte jogar a amostra no Pinheiros pra ver o que acontecia. Tomei um banhao. E nao foi nem um pouco agradavel :-(((((
    Nunca faca isto. Especialmente antes dos embalo de quinta ou sexta a noite

    ResponderExcluir
  3. Oi Pedro, obrigada pelo comentário novamente.

    Sobre a história, bom... ainda há esperanças então, ainda há água no rio! haha

    É exatamente o que você disse... as pessoas tentam valorizar demais o que tem. Não digo que temos que ser pessimistas, mas realistas, ao menos. O morumbi pode ser o mais moderno que temos, não significa que é bom! Temos que admitir isso. É a mesma coisa que todo mundo ter chevete, fusca e variant, eu tenho um gol quadrado e achar que tenho uma máquina de primeiro mundo! Não é. Se estamos tenho a chance de evoluir tudo, ou tentamos fazer com que todos tenham gols ou que todos manteham seus chevetes e variants e eu fico com um porsche.

    Fico com a opção mais democrática. Isso do trabalho da orla dos rios é a tese que quero fazer como mestrado. Estudo mundo sobre o assunto e é muito agradável a idéia, mas meio utópica mesmo. Muito difícil mudar a mente dos cidadãos que preferem tomar uma decisão sem estudar os casos, simplesmente pelas suas preferências individuais, e aleatórias, nada coesas e principalmente dos políticos, que adoram fazer asfalto em cima de asfalto, em cima de asfalto, em cima de asfalto....

    Fiz mais alguns complementos no texto e correções de digitação depois que você postou seu comentário. Me desculpe que tenha lido ainda com erros.

    ResponderExcluir
  4. Uma ideia boa pras maginais seria o "rebaixamento" das mesmas e a criacao de uma imensa area verde em cima com quadras, campos e ate uma "prainha".

    Claro, o essencial ai e o Rio Pinheiros estar limpo. Do jeito que a coisa vai daqui a pouco eu atravesso de uma margem pra outra andando .....

    Ha dois "probleminhas" no projeto:

    1- O transito. Pra fazer a obra seria necessario ANTES construir o Arco Sul ligando a Marginal Pinheiros as avenidas Jacu Pessego e Aricanduva passando pela Anchieta e Imigrantes, pra desviar o transito. Alem do Rodoanel.

    2- As tubulacoes de agua e esgoto abaixo das Marginais;

    Nao sei se e este o seu projeto de Mestrado, mas que seria muito legal mudar a cara da Marginais seria.

    O rebaixamento nao e tao ecologico assim ja que ipermeabiliza o solo. Este problema poderia ser amenizado (nao resolvido) com aquele material que absorve agua (e umas pedrinhas que dizem absorve ate 8 vezes o proprio peso em agua).

    O Ideal mesmo seria que alem da transformacao da area num grande parque, o Jockey (parece que eu nao gosto de corridas de cavalo) saisse dali e desse lugar pro FIELZAO. Ai sim, a obra ficaria completa. :-)))))))))))))))))))))))

    Mas eu nao tenho muito esperanca de ver isto nao. No Brasil, associam asfalto com progresso e mata com atraso.

    Agora duro mesmo e ouvir as autoridades que derrubaram as arvores na margina dizendo que havera muito verde nos bairros dos arredores. So se forem dar uma mao de tinta verde nas casas.

    E dizer que vao plantar eucaliptos em outros lugares e ainda pior. Um monte de eucaliptos nao e uma floresta. E um eucalipto ta longe da beleza de uma figueira centenaria.

    Pedro

    ResponderExcluir
  5. Bom, fica até dificil entar em uma discussão quando os argumentos contrários são tão fortes... Mas vamos lá. Criei essa semana um blog defendendo o Morumbi para 2014. Justamente por ver tantos ataques, sendo que não vejo tantos problemas.

    Claro que o fato de eu ser são-paulino faz eu ter essa visão. E certamente vc não torce para o Tricolor, por isso vê de forma contrária.

    Acho que você comete um grande erro ao citar a acusação de que o São Paulo joga esgoto no corrego que passa ali ao lado. Oras, se não existe nada provado, e com isso o clube seria inocente, não há motivos para discutir esse ponto.

    No ponto de vista da mobolidade urbana, acredito até que a obra do edificio garagem não seja tão necessária. O metrô está em uma distância maxima recomendada pela Fifa. Isso até ajuda em um escoamento mais tranquilo. Uma estação que ficasse mais perto, ficaria mais cheia rapidamente e geraria um certo tumulto nas imediações do estádio.

    Um cálculo feito pela prefeitura de São Paulo levantou 9 mil vagas de estacionamento no raio de 1,5 km do estádio e mais 33,5 mil no raio de 5 km. Isso sem contar o edifico garagem (3,8 mil) e as vagas ja existentes no estádio (600).

    Vamos lá.. São 4,4 mil vagas no estádio, com as 9 mil do entorno dá 13,4 mil. Especialistas em arenas esportivas recomendam que o número de vagas deve ser o resultado da divisão do números de lugares do estádio por 4. Ou seja, o Morumbi está muito proximo do ideal, sem contar que temos o metrô.Por ser Copa, teremos muitos onibus executivos saindo de pontos estratégicos da cidade.

    PAra você ter uma idéia, o caderno de encargos da Fifa pede que o raio de 2km do estádio deverá ser fechado para a circulação de veículos particulares não autorizados. Nessa região só entra quem tiver ingresso. Portanto, quando se fala em Copa do Mundo não vejo problema no acesso ao estádio.

    Sobre o estádio em si, acho que existe uma grande diferença entre o que se apresenta em uma maquete eletronica e o que será feito. Veja o exemplo de Cuiabá. Primeiro apresentarm um colosso para a Fifa.. depois apareceu uma idéia mais modesta. O SPFC nao divulgou detalhes da parte interna de seus projetos, mas pode ficar tranquila. O Morumbi será uma espécie de shopping no pós Copa.

    Sobre construir o estádio em outro lugar.. pelo que já foi dito, o lugar mais provavel para isso seria o tal terrendo de Pirituba. Mas, para isso seria necessário criar toda a infra-estrutura para a região. Do seu ponto de vista social, acho que não há motivos para preocupação, já que lá será construído o Novo Anhembi.. e terá uma boa estrutura para a população das imediações. Agora, outra área disponivel... fica em Itaquera.

    Sobre o Parque na parte superior ao estacionamento, não vejo pq ter problemas. No Morumbi existem diversos parques e praças que são seguros para a população.

    Agora, no que diz respeito a somente o São Paulo ganhar com a Copa.. é uma colocação válida. No entanto, sempre terá alguém que sairá ganhando, só vai mudar o bolso do favorecido. O projeto da prefeitura prevê a construção da Perimetral Sul, que vai ligar a João Dias a Rodovia Raposo Tavares.

    No mais, os jogos no Morumbi costumam ter uma baixa taxa de ocupação (talvez aumente com estacionamento e metrô), o que faz que o dia a dia seja tranquilo. Em dia de grandes shows, ou clássicos.. precisaria ser criada uma operação semelhante ao de jogos de Copa.

    Bom.. era tanta coisa para falar que nem sei se disse tudo. De qualquer forma, parabens pelo blog.

    ResponderExcluir
  6. Mais um complemento... O São Paulo não negociou a área que tem na frente do estádio para a construção do estacionamento. Será uma área da prefeitura municipal, com exploração da iniciativa privada.

    Existe até um decreto-lei e uma lei aprovada em 68 pelo prefeito Faria Lima.. para a ampliação da Pça. Roberto Gomes Pedrosa nos padrões do projeto proposto. Ou seja, as areas já são consideradas de utilidade pública há mais de 40 anos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabriel...
    Legal que você criou um blog também. Como já disse, não tenho nada ontra o SPFC, e gosto muito de ver as opiniões contrárias às minhas. Por isso agradeço muito pelos seus comentários.

    Agora vou rebater o que não concordo, ok?
    Primeiro quero dizer que não sou são-paulina mesmo, mas não é esse o motivo de não concordar. Não é justo democraticamente, investir num bairro nobre enquanto outros precisam mais. Além disso, volta a salientar que os retornos pós-copa, que é o grande lucro da realização da Copa por um país, não volta para a sociedade, mas para um clube único (não importa se é são paulo, palmeiras ou corinthians - continua não sendo para a sociedade)

    A distância do estacionamento para o estádio ajuda mesmo, pois as pessoas podem se dispersar pelo caminho. Mas a porcentagem que eu dei, que seria ridícula pois mais de 50% vai de metrô, em 1 hora que seja percorre facilmente essa distância Acarretando num metrô insuportável! Superior do que o metrô do tietê e mais alguns outros! É como o metrô na saída do Maracanã. Falo que o caso do Pacaembu seria melhor, pois ali é a linha verde e vermelha que alimentam, então não acumula de uma para a outra e tb tem distância que alivia o percurso.

    Sobre o estacionamento, ele é necessário sim, pois os estacionamentos existentes não servem exclusivamente ao Morumbi, e nem cabe dizer "sem contar que temos o metrô" pois esse sem contar, é o mínimo, nenhum estádio é nada sem o metrô... não é uma vantagem do morumbi, mas uma necessidade, assim como qualquer estádio, e mesmo assim ainda acho deficiente pela quantidade de público.
    Nem tinha mencionado, mas sobre o estacionamento, as "Recomendações e requerimentos técnicos para estádios de futebol" da FIFA, na pág 49 fala: Para um estádio de 60.000 torcedores, o estádio deve ter 10.000 vagas (só para torcedores) mais a área de mídia (próximo às entradas por conta dos equipamentos, ônibus (500 vagas) - VIPS + ônibus dos VIPS(de preferência dentro do estádio, ou seja dentro dessas 600 que você mencionou nisso os ônibus ficam fora pelo pé direito do estacionamento interno que não permite isso) + vagas para todos os envolvidos no evento, que são muitos, heliponto. Enfim... está meio longe sim do ideal.

    ResponderExcluir
  8. Sobre o acesso e os 2km para livre acesso de quem for ver a Copa isso aconteceria em qualquer estádio não é uma vantagem do morumbi. Além disso, tem que se pensar nos jogos normais, não só na Copa... pois o estádio permanecerá lá sem essas vantagens de raio disponível para livre circulação.

    Sobre o Verdão critiquei também isso da mudança de projetos. Achei um absurdo!!! Nisso concordo plenamente!!!!

    Sobre especulações de outros locais, Itaquera (sem relacionar com corinthians por favor) lá o benefício para a região seria enorme. Pirituba tb não é nada mal. E que mal há em favorecer pirituba (através de investimentos privados e ou internacionais)??? Qual a chance de levar até lá todos os investimentos se não for com a Copa??? Volto na questão de no morumbi vc levar investimentos para uma das regiões mais nobres de São Paulo. Que injusto! Tanto os brasileiros reclamam das diferenças sociais e cada vez mais isso acontece.

    Sobre o parque acho que precisa de muito investimento para ser realmente seguro, e será um bom gasto para o SPFC manter também, mas isso é problema do clube... se assume a manutenção, ok! Mas o que eu mais critico sobre o parque é querer usar a palavra "parque" como uma área verde e saudável para a cidade... se não é permeável não é tão saudável como estão querendo mostrar. É uma falsa idéia!

    Sobre o "alguém sair ganhando" porque não pode ser o governo? assim se for num estádio público, o dinheiro investido por TODOS os cidadãos, não só os são paulinos, podem voltar para os cofres públicos e aí sim ser investidos em mais coisas para nossos problemas sociais - sobre a corrupção - haverá um comitê que invetigará tudo a mando da FIFA, se não me engano.

    Sobre a área que falei que foi "negociada" é porque a área estava "travada" e o São Paulo, conseguiu achar um uso e negociar a liberação desse terreno.

    Enfim... acho que é isso.. Mas de verdade, não tem projeto naquela praça/parque ali... só um verdão falso, jogado no papel" sem trabalho de arquitetura ou design.. pode até ser preliminar, mas até ver algo decente, fico aqui com minha indignação ahhaa.

    Muito obrigada pelos comentários!! Vou dar uma olhada no teu blog agora!!

    ResponderExcluir
  9. Vou responder aqui e também em seu blog.

    De fato é uma idéia totalmente absurda usar qualquer vaga do hospital. Por mais que haja a disponibilidade, o plano de mobilidade para o estádio do Morumbi na Copa não pode contar com essa possibilidade. Mesmo assim temos um bom número de vagas só excluindo a do Einstein (10 mil vagas, o que dá para 40 mil torcedores).

    O fato que é que existem dois tipos de planejamentos que precisam ser feitos. Um deles é visando a Copa do Mundo. Esse até eu acho fácil. Apesar de ser em junho, é quase certo que as escolas adiantarão as férias escolares, para ajudar no trânsito. Com isso as áreas das escolas poderiam ser utilizadas. Além disso, existe uma restrição de comércio na região do entorno do estádio que é imposta pela Fifa.

    Não sei se o shopping Butantã entra nessa área. Se entrar, ele não tem prejuízo nenhum. Caso não entre, ainda poderá lucrar com o público freqüentando o shopping. Vale lembrar que o Butantã é bastante modesto. Em dias de jogos no Morumbi, o shopping fica cheio de torcedores, que vão mais cedo, param o carro (nestes dias é cobrado o estacionamento), passeiam por lá e muitos acabam consumindo.

    Além do metrô, temos na Avenida Francisco Morato um corredor de ônibus. Na época da Copa, podem ser colocados esses ônibus biarticulados fazendo uma linha expressa até a Avenida Paulista, por exemplo. Cada ônibus desse leva cerca de 270 pessoas, o que é relativamente pouco, mas é uma alternativa. 20 ônibus já levam 5,4 mil pessoas.

    Uma das vantagens de se ter tantos bolsões de estacionamento é a forma de escoar os carros. Cada um se localiza para uma das avenidas, e isso pode ser bom.

    Mas temos que pensar também em jogos comuns, show e outros eventos que não são da Copa do Mundo. Ai está o grande problema, já que as áreas de estacionamento citadas não poderão ser utilizadas. Neste caso, as 4,5 mil vagas que o estádio terá ficam insuficientes. O interessante seria aproveitar a Copa para criar uma cultura de transporte público. A estação do Metrô terá uma capacidade para quase 80 mil passageiros por dia (levando em consideração que ela funciona 20 horas por dia, dá uma média 4 mil pessoas por hora). Se sair um ônibus biarticulado a cada três minutos, tem como escoar mais 5,4 mil em uma hora. Dá quase 10 mil pessoas, o que é pouco.

    Também seria legal criar linhas de ônibus executivos, que sairiam de pontos estratégicos até bolsões de estacionamento de ônibus. Mas é a tal história da cultura do carro. Mesmo se o Morumbi tivesse 100 mil vagas bem espalhadas, ia ter gente preferindo parar na rua para pagar menos.

    ResponderExcluir
  10. Eu só acho que o poder público tem que administrar a saude, educação e transporte (forçando um pouco a barra). Nao é papel do Estado (como um todo) cuidar de um estádio. Fica claro que o beneficiado de um novo estádio seria uma equipe (o Corinhtians) já que São Paulo e Palmeiras têm seu local de jogo.
    Nao gosto muito da ideia de q tudo q é publico é ruim, mas nao vejo cabimento em ver os governantes cuidando de um complexo de lojas, etc. Sempre terá uma parte privada MUITO favorecida.

    O que dá para fazer na região do estádio é fazer o que o SP já vai fazer. Abrir o estádio para programas sociais dos jovens da Paraisopolis. É uma forma de incluir uma população mais pobre nos beneficios do estádio.

    Acho que a possivel especulação imobiliaria na entorno da região de um novo estádio pode ser muito pior do que valorizar ou não uma região já nobre da cidade.

    Sou contra projetos faraonicos em regiões que nem futebol tem. Brasilia tem 2 times.. um deles usa um estádio recem reformado (com dinheiro publico) e outro é de um senador com uma ficha nada recomendavel. Qual será a utilização de um estadio de 70 mil pessoas? Um shopping e um centro de convenções não sustentam os gastos. O mesmo vale pra Manaus e Natal. Em Salvador, tudo OK. Em Recife vejo como surreal um quarto estádio, apesar do belo projeto, sendo que os três times da cidade tem onde jogar. Quem vai querer pagar pra jogar, se pode jogar de graça?

    A única coisa boa do Verdão é que na verdade vai virar um centro de exposições agropecuárias, que eventualmente terá futebol. Dentro da realidade deles.

    O projeto que mais gostei foi do Beira-Rio.

    ResponderExcluir
  11. Vou dar meus pitacos.

    Os estadios de Brasilia, Manaus e Natal podem sir virar elefantes brancos. Contudo, acho que seria interessante a criacao de uma nova competicao (uma especie de nacional B) com times de todas as capitais mais os 13 principais times do pais. 40 clubes ao todo, jogando entre si apenas uma vez. Daria 20 jogos por estadio/ano. Nada mal.

    Outra coisa, a Copa do Brasil deveria ser democratizada e ter uns 1024 times em sistema de mata-mata com jogos de ida e volta. Daria 20 jogos pros times finalistas. Alias, seria muito interessante uma divisao geografica do torneio tal como na NBA.

    O grande problema dos torneios nacioais por pontos corridos e que ao longo dos anos vao se formando dois grupos: os com chance e o resto.
    Na Espanha e Real ou Barca; naItalia, Milan, Inter ou Juvi. No Brasil fica entre Sao Paulo, Corithians, Cruzeiro e Inter com Gremio, Atletico-PR e Santos correndo por fora.
    Contudo, acho estes torneios muito justos. Gosto do brasileirao na forma atual.

    Outros usos pra estes estadios seriam grandes shows; algo que se tornara mais comum a medida que o pais for enriquecendo.

    Sou corinhiano mas nao gosto da ideia do poder publico construir estadios. Se for pra constuir um que seja pra receber as Olimpiadas (quando Sao Paulo vai criar vergonha e disputar) na regiao onde hoje e o Jockey Clube. Ali da pra fazer estadio, piscina, arena e ate a Vila Olimpica.

    Agora o que eu queria ver mesmo e a cidade sendo resgada de metros e trans. Acho que ainda verei as pessoas jogando bola as margens do Pinheiros e nadando naquelas aguas. E com o AEROTREM do Levy percorrendo a area. :-)))))))

    ResponderExcluir
  12. Respondendo primeiro ao Gabriel:
    Se é um absurdo então nem deveria contar as vagas do Einstein nessa compatibilidade, certo?
    Sobre o "público freqüentando o shopping", porque esse público é vantajoso, se o público que estaciona no shopping é 100% para o shopping? qual a vantagem de disponibilizar o estacionamento para um público que TALVEZ vá ao shopping. Sem contar que depois de um jogo, as vezes as pessoas estão cansadas para ir ao shopping, só se for à praça de alimentação, e porque não ir na do próprio Morumbi... bom.. é verdade.. a do shopping é melhor do que a proposta do São Paulo. Além do tamanho do público.

    Queria saber só a sua fonte da sobre os torcedores que estacionam no shop butantã que vai ao jogo e que consome no shopping.

    Queria salientar que não concordo com a conta que você fez sobre o escoamento. Não funciona simplesmente com a conta de dividir a capacidade por horas de funcionamento. O estádio liberará uma imensa quantidade de gente em minutos, não será 4.000 pessoas por hora... serão horas com menos e o momento de fim de jogo com uma entrondosa quantidade de gente, extremamente superior a 4.000 pessoas.

    Concordo plenamente com esse estímulo ao transporte público. Aqui ele é mal visto porque a qualidade é muito ruim. Encontramos baratas no nossos ônibus, nossas linhas de metrô são burras (ainda), pois acumulam pessoas num trajeto ao invés de se ramificar. Essa é a chance de melhorarmos as linhas, as qualidades dos equipamentos, para que seja mais interessante largar um pouco mais os automóveis.

    Sobre esses automóveis. Nada é garantido ainda, portanto tem que considerar que o estádio não tenha as 9.000 vagas, muito mesmo porque não é dele e não é só para a Copa. Primeiro, todo estudo que se prese, se faz utilizando a pior das circunstâncias e essas 9.000 (menos o einstein) é a MELHOR das circunstâcias! Cada vez mais fica mais necessária ainda a construção desse estacionamento, mas acho que há uma forma melhor de fazer a arquitetura dele e de estimular mais ainda o transporte público integrado.

    Sobre isso que você falou da educação, saúde e transporte, isso vem junto com o pacote do estádio. Não se faz isso tudo sem o resto em volta, bem trabalhado. Agora sobre o benefio ao corinthians, acredito que não será unico beneficiado não. O Corinthians não pretende ter um estádio para o mundial, como o Sanchez já disse. E um estádio municipal é de uso comum, não é especial para o time que não tem casa. O corinthians continuará treinando no CT e os ingressos irão para o governo como funciona no pacaembu! Não vejo o benefício exclusive ao time corinthians...

    ResponderExcluir
  13. Continuando:
    Eu não vejo, de forma alguma, ser pior investir numa região que precisa de melhorias. Mesmo com especulação imobiliária, a soma de melhorias é melhor do que a hipocrisia de se investir mais em uma região rica e aumentar ainda mais a diferença. Desculpe-me... não é contra você em especial, mas apoiar investimentos em massa no bairro do morumbi é assinar que não reclamará mais de necessidades em outros bairros. A copa pode não levar investimento em massa para a cidade inteira, mas levar a uma das únicas que tem para mim é estúpido demais.

    Sobre os projetos em estados que você mencionou, isso é praticamente uma exigência da FIFA (praticamente). A FIFA não quer só um evento esportivo, mas um evento esportivo que leve benefícios ao país. Para isso, é feito um plano de esparramar as cidades-sede para que o benefício venha equilibrado. Até coloquei um post explicando o porquê de algumas ficarem fora... é por um plano master de abrangências de diversos âmbitos. Não só do futebol. Sem contar que o futebol não será prejudicado se for em manaus, por exemplo. Chamo a atenção também para estudo de outros usos, e esses estádios de Natal e Manaus tem condições de receber grandes eventos de outro tipo e o estádio estará super adequado. Em breve sai o post aqui sobre essas cidades.

    Pra mim a cidade com a proposta mais sem noção é de longe Recife, que acho que poderia ter ficado de fora. É uma cidade utópica que ficará largada ao léu depois da copa, assim como Jacarepaguá é no Rio. Enfim... isso também estará no post da cidade, em breve.

    Também acho que o projeto do Beira-rio é o mais completo. É individual no ponto de que foi analisado para a condição deles, tem uma plasticidade incrível, concordo com você... é o melhor projeto até agora.

    ResponderExcluir
  14. agora respondendo ao Anônimo que não se identificou hehehe: (pela idéia das margens do pinheiros e do jockey acho que é o Pedro, certo?)

    Achei legal você lançar aqui as suas idéias. Se somente dentro do tema "futebol" você já achou tudo isso de opções para uso, imagina o que se pode fazer com todos esses habitantes pensantes que temos no país e toda a diversidade cultural que temos nas nossas regiões? É a simples questão de pensar e adequar cada estádio para cada região. Ao mesmo tempo, tem que se pensar em como atrair mais eventos para o país, seja fórums mundiais de assuntos específicos, convenções, feiras, shows (no Brasil tem muito poucos shows internacionais - pode ver que uma mesma grande banda não aparece frequentemente - nem aqui e nem na América Latina...seria uma ajuda à américa do Sul e sem dúvidas lucros para o país, melhoria da imagem, aumento de turismo e tudo aquilo que já me cansei de falar.

    Sinto muito discordar um pouco mas faltou colocar no mínimo o Palmeiras e o Atlético Mineiro não? Podem não estar tão bem esse ano, mas sem dúvidas são sempre times que estão "com chance".

    Acho que as olimpíadas é um pensamento para depois. Imagino que justamente porque tem a copa aqui, o rio não vai conseguir vencer. Muito próximo e tem outros países. Se é aqui denovo, ainda perde um pouco o brilho do evento e não varia tanto. Acho muito difícil, também, pensar em olimpíadas já que o FUTEBOL, o maior esporte do país ainda não tem infra-estrutura básica. O que dizer então de esportes menos valorizados (infelizmente)... acho que é um segundo passo. Assim como pode-se entender o Pan, como treino para a Copa, a Copa é um treino para as olimpíadas.

    ResponderExcluir
  15. cara lilian
    eu acho q é pior contruir um novo estadio do q reformar o morumbi, pq se vc pensar bem vamos ganhar um elefante branco em SP
    é so pensa um pouco
    Morumbi sede do Sao Paulo
    Palestra Italia Sede do Palmeiras
    Caninde sede da Lusa
    estadio novo sede do Conrinthias
    Pacaembu passara a ser um elefante branco,
    seguindo esse pensamento na ha sentido em contruir um novo estadio.
    nao sou a favor do Morumbi, sou contra a contrução de um novo estadio.
    Eu acho melhor adequar o morumbi e o entorno mais viavel do q constrir um novo estadio
    me chamo hugo

    ResponderExcluir
  16. Oi Hugo,

    discordo, quantos eventos você acha que não vem ao país por falta de espaço. Elefante branco é o que não virá. Ainda mais em São Paulo. Tem eventos pra caramba, e pode vir mais que teremos um bom estádio.
    Eu acho muita burrice gastar dinheiro publico em um bairro nobre e que só trará retorno a um clube privado. A partir do momento em que o brasileiro aprovar isso, não há mais nem como pedir igualdade social!
    Se é pra fazer uma reforma e melhorar o entorno, então que peguem um estádio pior, e melhorem um outro bairro... seria mais justo com a sociedade e se vai para um clube privado, que vá para um que precise menos do que o São Paulo... o mais rico e o que já realiza eventos durante boa parte do ano. Por exemplo o Canindé. Porque num melhora ele ao invés de melhorar o Morumbi, pelo menos aí seriam dois times com melhor infra-estrutura para desenvolver o futebol. Porque o bairro do Morumbi e o SPFC merecem mais? Não merecem.

    Mesmo que não se construisse outro estádio, embora eu veja muitos benefícios como resultado de levar um estádio para outro bairro. Um estádio de qualidade não é um problema! Problema é não ter um estádio de qualidade depois da Copa e o Morumbi não será... passará a ter o título de pior estádio da Copa... sem a menor dúvida! Mas receberá mais eventos, direto para os cofres do clube, provenientes do título de ter sido da Copa e ainda dos benefícios dos investimentos públicos de acessibilidade.
    Mas mesmo com todo esse investimento será complicado. O acesso não será resolvido somente com as alterações divulgadas até agora e nem a visibilidade não será das melhores, já que nada muda, apesar de milhões investidos em sua reforma... NADA

    Desde já agradeço ao seu comentário. sinta-se a vontade para replicar, acrescentar e continuar escrevendo qualquer que seja sua opinião, viu?
    obrigada

    ResponderExcluir
  17. Oi Lilian,

    Eu estou com um probleminha no meu computador. Tento te escrever mas o texto some sem mais nem menos.

    Gosto do modelo americano de um time por cidade. As mais ricas predominam claro. So que pelo menos um numero maior de cidades recebe o evento.

    Os estadios poderiam sim receber eventos culturais. Ai em Sampa, tem um promtor sugerindo que a Parada GLBT va pro Morumbi ao inves da Paulista. O promotor disse que o Morumbi e o lugar mais adequado da cidade pro evento.
    Concordo TOTALMENTE com ele.

    Sao Paulo deveria sim tentar as Olimpiadas. O Rio nao tem chance alguma. E so dar uma voltinha no entorno da rodoviaria. Se o COI foi la acabou.
    Se Dubai disputasse levaria. Como nao esta fica entre Toquio e Chicago. Nao vai pra Europa duas vezes seguida.

    Eu gosto muito da ideia do Jockey ser transformado num estadio com um hostel (hotel de mochileiro e de pobre) do lado. Por que nao? Tem hostel em Sao Paulo? Tem dois, contra mais de 50 em Roma. E eles ficam laaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

    Jogar a Marginal pra baixo e um parque em cima seria muito bom. Dizem que ha um projeto pra fazer isto na Paulista. Eu iria adorar.

    Muito bom mesmo seria ver o Palmeiras e o Galo pra sempre na serie B. Se junto de Santos, Vasco e Flamengo fica ainda mehor.

    Pedro

    ResponderExcluir
  18. Eu vi essa notícia...num pus nada aqui por parecer provocação ahiaiuahiau... mas ouvi falar também que esse promotor desmentiu a notícia...

    Confesso que acho que nem o rio nem São paulo tem chances com olimpíadas... sem contar que acho que uma dependeria da outra. TB acho que num vem pro brasil pelo mesmo motivo de não ir pra europa de novo. Por mais q copa e olimpíadas sejam eventos totalmente diferentes, acho que não consegue também pela copa ser aqui.

    Sobre hostel... sp tem alguns no centro sim... albergues são muito minha praia... só que poucos são albergues da juventude. Vai, um hostel vai bem em qualquer lugar. Não precisa ser no Jockey. Não acho que o jockey tenha que ser demolido... mas acho que ele deveria ser melhor aproveitado. Ali não teria bom acesso de qualquer forma.. as marginais são um caos... nisso já complica muito... não vale a pena.

    Nunca vi esse projeto que você me falou da paulista. Se souber de algo me passe um link... inicialmente, acho utópico e meio insano hahaha...tanto as marginais pra baixo quanto a paulista. As marginais pelo lençol freático... a paulista sei lá.. é um cartão postal!...

    Ahhh tenho uma simpatia pelo Galo hahaha... discordo dessa parte hahhaa... valeu pelo comentário... bom... obrigada e deixa eu ir porque tenho alguma coisas a comemorar por aqui ;)

    ResponderExcluir
  19. A Paulista pode ser um cartao-postal, mas se fosse rebaixada e se fizesse um belo jardim em cima, vixe, seria O cartao postal.

    E por falar em Paulista. De quem foi a ideia daquele piso horrivel por la? Deveriam e colocar uns quadrados de concreto branco com uma graminha proximo a rua e flores nos postes tal como na entrada do aeroporto de Minneapolis. Ficaria Lindissimo.

    A regiao do Jockey nao tem problema de transito pro hostel nao. La em frente tem duas estacoes da CPTM (concordo que sao rapidas como uma tartaruga) e DIZEM que tera uma estacao do metro la perto.

    Sao Paulo pode ter albergues, mas hostels acho que so tem dois, pelo menos foi o que eu li no site dos hostels international. Um deles na Praca da Arvore.

    Acho que falta ao Brasil mais hoteis do tipo cama e cafe da manha ao preco de um hotel cama e cafeda manha. Nossas redes de turismo nao gostam de mochileiros :-(((((((((((

    Pedro

    ResponderExcluir
  20. Oi Pedro... tem que ver se num ia ficar uma barulheira embaixo né? pode até livrar o nível térreo, mas onde passam os carros seria um barulho só e tenderia a ser inseguro, não?
    já fizeram uma proposta de algo parecido com o minhocão.. seria legal... mas tem seus problemas.. saiu na revista Au uma vez e um dos autores é um conhecido meu, Jörg Spangenberg, um alemão que é especialista também em aquecimento urbano e tal. É bem legal... se quiser ver http://www.revistaau.com.br/arquitetura-urbanismo/167/retroinovacao-72655-1.asp
    São coisas diferentes... mas é legal...

    O piso realmente foi uma idéia infeliz!

    a diferença entre hostels e albergues na verdade é só a parceria internacional, com descontos pra quem é associado não? Mas no Rio de Janeiro mesmo tem poucos também. Realmente precisa de mais. Eu, por exemplo, só tenho condição de viajar de vez em nunca e mesmo assim, sempre em albergues... os mais baratos de preferência. Mesmo se tivesse mais grana, não acho que valha tanto a pena gastar por um quarto sendo que quando viajo, quero conhecer as cidades, passo pouquíssimo tempo. Tem muita gente que viaja assim e faltam mesmo opções. Ainda mais para estrangeiros que estão acostumados a viajar assim... é mesmo uma deficiência no país.

    ResponderExcluir
  21. Ah, eu quase esqueci. Parabens pelo 7o titulo nacional. Agora sao 3 copas do Brasil e 4 brasileiroes.

    E como este time joga bem. Mano Menezes pra tecnico da selecao.

    Pedro

    ResponderExcluir
  22. Lilian!
    De novo, parabéns! Seus artigos estão cada vez melhores. Sério, eu mesmo que não sou muito fã de futebol, você sabe, leio todos eles e acho muito bom que você reforça sua opinião com dados comprovados. Realmente, não tem como discordar de você: acho essa uma escolha muito ruim e o trânsito será o principal problema em São Paulo. Se um plano adequado for colocado em prática, será uma boa! Bom, nem vou comentar o "parque"... Como paisagista, já estou até vendo as besteiras que vão fazer aí (ou pior, as coisas que vão deixar de fazer). Também concordo com o adjetivo: medíocre foi uma boa palavra pra descrever. Poxa! Onde estão os taletos de São Paulo? De verdade, eu acho que você deveria apresentar uma solução arquitetônica. Com certeza seria BEM melhor...
    Parabéns de novo!!

    ResponderExcluir
  23. ERRATA: antes de responder ao gustavo gostaria de fazer a correção no time que joga no Allianz Arena... é o TSV e o Bayern. O PSV é da Holanda. Uma troca de letras que mudou até de nacionalidade. Enfim, agradeço quem me corrigiu. (No fórum "O mais querido" dedicado aos são paulinos). Obrigada novamente.

    Oi Gus, obrigada pelo comentário. Só não apresento nenhum esboço pois não acho ético trabalhar em cima de projeto dos outros hahaha. Se fosse em outra região e não tivesse projeto.
    Além disso, tenho trabalho remunerado a fazer hahaha Sabe como é essa vida de arquiteto mendigo muito bem, não? Tá certo você em abandonar hahaha

    ResponderExcluir
  24. Lilian, aqui é o Marcelo lá do Mack!! tudo bem?
    Achei seu link na comunidade do SPFC no orkut!!
    Bom, achei bacana seu depoimento, acho que é considerável muita coisa, mas discordo em relação a sua posição sobre o estádio do morumbi e sua localização. Em 1º lugar, o bairro não é voltado somente a classe alta , ao lado temos Vila Sonia, Butantã, Caxingui, Jardim Guedala, e também uma favela chamada Paraisópolis, com inúmeros problemas, principalmente tranporte público para o centro de SP. A linha amarela irá absorver boa parte desta demanda para o estádio e para os bairros vizinhos, visto que está apenas a 1 km do estádio. Não é longe, pois quem é frequentador assíduo do morumbi, sabe que a maioria dos torcedores quando chegam ao estádio, acessam o morumbi pela Av. Fco Morato junto a Av. J.J. Saad, local onde será a futura estação, não levando mais que 15 minutos essa caminhada em área totalmente plana, sem grandes problemas de se caminhar até ele. Já o pacaembu como citou tem a estação clínicas com uma distância aproximada disso mas com uma via de interligação, que hoje não seria aprovada para ser executada pela enorme declividade existente.
    Bom, em relação ao projeto do estádio, não me agrada muito, acho que tem muitos pontos fracos, mas vamos aguardar alguma revisão. Porém o SPFC reformar e não ser necessário gastar dinheiro público para o estádio, é um grande passo de responsabilidade dado pelo Governo de São Paulo e o SPFC para os outros estados que estão gastando além do que tem em caixa. Isso vai impossibilitar a criação de um novo estádio, que será um elefante branco na cidade, posterioermente concedido ao saudoso SCCP.
    Parabéns pelo blog.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Opa... saudade de vc, marcelo!
    Nossa.. foi parar lá na comunidade do sp é? hehe.. num sabia não.
    Sobre a localização, o que eu quero dizer é que o que realmente muda são as imediações... algo bem próximo, e, no caso, é o próprio morumbi. Sobre esses bairros vizinhos, nada vai realmente mudar. Pode ver que nada é mencionado.

    Não acho que a criação de outro estádio em São paulo se torne um elefante branco, pois SP tem muita atividade, muitos esportes além do futebol precisando de espaços adequados para treinar. Esse novo poderia ser o oficial e o pacaembu de repente, como cada vez mais fica mais limitado, poderia abrigar outros esportes, como a África do Sul vai fazer, futebol lá não é o principal esporte, mas sim o rugby.

    Não condeno muito a distância do metrô pela distâncias, em alguns pontos, a distância é até boa, mas não dá pra considerar que ela será suficiente, é muita gente para uma única estação! Eu fiz os cálculos sobre a quantidade que uma estação do tietê tem por DIA e considerando que metade (só metade.. que é irreal) vá de metrô, e no momento de saída, em 1 hora, o metrô morumbi, terá muito mais do que a estação do tietê (a maior rodoviária da américa latina) em horário de pico (20.000).

    Bom... brigada pela visita, marcelo.. sempre que quiser palpitar, sinta-se a vontade! :) Beijão

    ResponderExcluir
  26. Ah, Marcelo.. sobre o Butantã. Pode não ser um Morumbi, mas tb num podemos dizer que seja um bairro pobre... principalmente na região próxima às entradas da USP.

    ResponderExcluir
  27. Sim,concordo, Mas acredito que o Copa deve ser feita exclusivamente para realizar um evento esportivo, adequando o que for mais necessário para viabilizá-lo. Neste caso o transporte.Não se deve querer resolver problemas sociais e de infra estrutura urbana de 450 anos de descaso em SP com a realização de um evento de 01 mês.
    Também não acho que devemos levar um novo estádio para um bairro de periferia, e sim temos que levar para um bairro bacana. Imagino que você não gostaria de ir para a copa de 2010 e ir a um estádio na periferia de Joanesburgo, com indíces de violência altíssimos. É o que eu acho. Futebol é futebol. Não se deve misturar com política e problemas sociais, pois a FIFA, não está nem ai para isso. Visto que só aumenta as exigências para ela gosar de mais luxo na copa e os governantes gastarem mais do nosso dinheiro público. Defendo o Morumbi, pela sua localização e iniciativa do SPFC, de comandar isso.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  28. Oi Lilian, tudo bem?
    Descobri seu blog pelo Morumbi2014 e gostei bastante, ainda mais pelo fato de ver q vc é arquiteta!
    Estou fazendo meu trabalho de conclusão de curso exatamente sobre a requalificação do estádio do Morumbi para 2014. Após estudar a região e ver os comentários fica bem claro que o principal problema do Morumbi é o seu entorno.
    O projeto da praça do Ruy Ohtake realmente tem varios problemas (sendo o principal que ela não está conectada com o estádio) e acho q só depois de muitas alterações pode vingar. Acredito realmente que a área tem solução e dadas as devidas circunstâncias continuo acreditando que reformar o morumbi continua sendo o plano mais realista para 2014 dado o tempo e dinheiro que temos até o período.
    Irei voltar aqui mais vezes!
    bjus

    ResponderExcluir
  29. Justamente porque a FIFA está preocupada com seu evento, que nós temos que nos preocupar com o que o evento pode nos beneficiar. Claro que os estádios não são soluções para que todos nossos problemas. Além disso, sem dúvida o foco TEM QUE SER O FUTEBOL, sem prejudicá-lo. Também acho que não é só as condições do estádio que significam "viabilidade". Tem que ser apresentado sim, quais as viabilidades de beneficiar com as reformas do estádio. Ou o evento da FIFA, pode ser encarado como um problema (algo que definitivamente a fifa não quer).

    Guta Cunha: Obrigada pelo comentário. Também acho que seja o mais realista pelo período em que congitamos possibilidades. Mas se, antes tivessem proposto um outro estádio, com estudos argumentando os usos dele mesmo e do pacaembu tambem, os benefícios para o futebol E para a cidade, seriam maiores e melhores. No entanto, desacredito na possibilidade de agora, aparecer a proposta de um novo estádio.

    Muito legal seu trabalho final. Quero saber mais dele!!!

    ResponderExcluir
  30. hummmm querida, sequer me preocupei em chafurdar toda a análise feita sobre o natimorto projeto do morumbi... ética nota zero para voce, pois se deteve mto mais em um estádio que nos outros. o morumbi está muito longe de ser o melhor estádio de clubes do brasil, ja assisti jogos lá, pessimo conforto, pessimo acesso, arquibancadas inferiores com tábuas ao inves de assentos... vá ao engenhao ou maracana pra ter uma ideia de acesso e conforto razoáveis... no mais, chupa mackeinze!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...