Livraria Cultura

28.11.13

Morte e escravidão da Copa do Mundo: Arena Corinthians e Estádio Lusail

Aconteceu nesta quarta, 27, próximo às 13h, um acidente envolvendo uma grua e resultando em duas mortes de operários que trabalhavam na obra do estádio do Corinthians. Esse post vem levantar duas situações distintas e lamentáveis.

Acidente na Arena Corinthians

Abaixo, um gráfico da globo que mostra o trecho onde aconteceu a fatalidade.


Chamo de fatalidade, pois não acredito num erro de cálculo pois um módulo igual já tinha sido colocado pela mesma grua. Não acredito em negligência com a segurança, pois estive lá algumas vezes e é bem controlada. Além disso, um contato meu compartilhou a informação de que haviam vários treinamentos de segurança no estádio localizado em Itaquera. Foi de fato uma fatalidade e só a perícia pode dizer o motivo, o que não muda em nada a morte dos funcionários, infelizmente. 

Acredito em algum erro de operação do funcionário que movimentava a grua (que, sem dúvida, era experiente - não é qualquer funcionário que pode fazer o serviço e numa obra deste porte, não colocariam alguém sem prática) e talvez, mas menos provável, no terreno que pode ter cedido. 

Vários motivos foram levantados pela mídia sensacionalista, pois quem não entende de projeto, obra, estrutura, etc., fica especulando causas improváveis. Não acredito em ação do vento, pois a fachada leste, onde ocorreu o incidente, recebe ventos no sentido sudeste e noroeste, e no, mesmo que tenha sido forte o suficiente para interferir no serviço, não afetaria como afetou. Principalmente considerando que o vento noroeste é o mais forte, que jogaria a estrutura para fora do estádio. Fiz um esquema, como podem ver abaixo. Não sou perita em ventos nem em estruturas, só tenho esse argumento como motivo para não acreditar nessa possibilidade.


Abaixo, uma foto do trecho em novembro de 2012, uma das primeiras partes a mostrar a evolução da construção do estádio, em seguida, algumas fotos que tirei este ano, exatamente do trecho em questão, já com os painéis de LED e que postei em setembro de 2013 aqui no blog e uma do acidente, por último (fonte: uol)

Nov 2012:

Foto: Lilian de Oliveira

Setembro 2013:



Foto: Lilian de Oliveira

Novembro 2013:
Fonte: uol

Outros estádios, infelizmente, também tiveram mortes de operários, como o Mané Garrincha (Brasília) e Arena Amazônica (Manaus) onde dois operários (um em cada) sofreram quedas e não resistiram. Houve uma morte em Abril deste ano no estádio do Palmeiras, com a queda de uma arquibancada, onde outros operários também ficaram feridos. Acidentes acontecem, e existe um trabalho enorme para evitá-los. Todo clube não quer ter seu estádio manchado com o sangue de seus operários, nem mesmo as construtoras querem ter problemas com acidentes de seus funcionários e por isso sempre fazem treinamentos e fiscalizações. 

Lusail


Com o acidente, foi levantado o caso de negligência, a 'possível' culpa do clube, etc. com cerca ignorância. Tudo isso me fez lembrar, embora sejam casos completamente diferentes, de casos recentemente noticiados, mas que não foram muito explorados. O assunto é sobre os abusos na construção civil, mostrando casos envolvendo as copas, embora ele vá muito além da arquitetura esportiva. 

Um desses casos é do estádio de Lusail, para a copa 2022, no Qatar. O jornal inglês, The Guardian, denunciou o trabalhado escravo de nepalenses com direito a atrasos do salário de meses de trabalho, confisco do passaporte, falta de comida, agressão e, em cerca de 2 meses de obra, somava 44 mortes por exaustão - a partir de investigação, foi descoberto trabalho de funcionários por 24h. Caso parecido com este se repete em muitas obras no Brasil, inclusive uma foi noticiada no Brasil pelo CQC há alguns anos. O estádio, por ter mais visibilidade, levantou o assunto, embora as pessoas não tenham dado tanto destaque.

Outro estádio da Copa 2022 no Qatar virou polêmica há alguns dias por motivos diferentes. Veja mais.

Levantando esta questão, existe também o programa de contratação de ex-escravos, cujas pessoas foram resgatadas de condições de dívida, trabalho e habitação forçada e deplorável. Leia mais.

2 comentários:

  1. Lilian, bom dia.

    Tem informações do desdobramento das investigações? como anda o processo judicial se houve? quem foram os acusados?
    Juliano Alexandre
    11-954136129

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Juliano.
      Estas foram informações noticiadas na grande mídia. Acredito que ainda nem dê para encontrar tais informações. Talvez até sigilosas durante as investigações.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...