Livraria Cultura

5.8.09

Vuvuzelas, Kuduzelas e Roiroizelas!



Tá na boca de todo mundo essas tais vuvuzelas, que causam um barulho tremendo e que virou febre nos jogos da Copa das Confederações. É tanta mania, que a vuvuzela já ganhou até uma nova versão: a kuduzela. Com mesmo fundamento, fazer barulho nas torcidas e pelas ruas, a kuzudela agrega algo que remete à África. Seu formato é contorcido, como o chifre do animal nativo, o kodu, e é feito com o mesmo material que é feito o para-choque. Além disso, tenta suavizar as críticas que a vuvuzela tem recebido pelo seu som alto.

Mascote da Copa do Mundo FIFA 2010, tocando a kuduzela

A kuduzela, emite um som com menos decibéis, tentando não causar aquele "zumbido de mosquito" que ouvimos durante as transmissões da Copa das Confederações.



Algumas emissoras européias protestaram à FIFA para tentar proibir o uso das mesmas durante a Copa do Mundo FIFA 2010, pois atrapalhariam as transmissões. A África do Sul revidou dizendo que é um atentado à cultura esportiva local. Nessa disputa, tomo partido e fico do lado da África do Sul.
A FIFA não exige um isolamento, especificando até o material usado para isolamento de camarotes VIPS, VVIPS e das cabines de transmissão? Então o caso é cobrar que esse isolamento acústico seja melhorado, não que a torcida deixe de comemorar do seu jeito.

Vuvuzela, segundo o blog fazenda virtual, significa “ 'falo comprido para soprar'. A raiz vuvu- significa 'soprar' ou 'por a boca em algo' e o sufixo -zela denota 'objeto comprido e oblongo'."
Apesar do nome, o brasileiro já vem querendo criar em cima, anunciando a roiroizela. (o zela aí não se encaixa muito bem hahaha). A globo produziu uma reportagem sobre o barulho que a torcida brasileira também produz, mesmo com o time na 4º divisão.



Além disso, víamos bastante nas arquibancadas, praticamente escolas de samba, geralmente pelas torcidas organizadas, dando um show de comemoração. Geralmente, em eventos esportivos, que não o futebol, podemos ver também um apetrecho um tanto barulhento. Não consegui descobrir o nome exato, mas praticamente uma marca (Promostix). Ele consiste em um inflável, muito utilizado na Ásia, EUA e Europa, que, quando batidos um contra o outro, produz um som metálico, com o barulho equivalente a 10 vezes o som do aplauso. É inflado com a boca, evitando o uso de qualquer tipo de gás. As fotos abaixo mostram quais são eles, todo mundo deve conhecer... geralmente vejo em jogos de volley, natação e no Pan vi nos jogos de tênis (até fazendo barulho inconveniente nos momentos de silêncio sagrados das partidas). Nesses promostix, é feita a publicidade das empresas. O custo é super barato e o barulho, estrondoso.


Fotos retiradas do site da Promostix
No entanto, acho que durante a copa, o melhor mesmo é o controle do isolamento acústico e não da proibição da comemoração da torcida, seja ela como for. No máximo uma campanha para que a torcida tenha um pouco de respeito, o suficiente para não interferir no andamento dos jogos, na arbitragem ou concentração, limitando-se às comemorações de pontos, gols, ou fim de jogos e intervalos.

História da Vuvuzela e seu criador, pela Globo.

5 comentários:

  1. A kuduzela parece o berrante de peao.
    Sera que e uma boa ideia tocar berrante no estadio?

    Pedro

    ResponderExcluir
  2. pra gente é estranho por ser usado de outra forma aqui, mas pra eles é outra coisa... é só uma nova versão da vuvuzela hehe tá valendo!

    ResponderExcluir
  3. As últimas do futebol falado em português em http://futebolrss.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. que bosta ,,,bem lixo esse blog

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...